Um dia na Paulista

Oi gente! Tudo bem por aí?

Durante o período em que estive sumida da blogosfera, lembrei de várias coisas que deveria ter postado e não postei. Eu tive a oportunidade de fazer alguns passeios muito legais e até conheci pessoas muito especiais prá mim. Olha como eu tenho sorte!

; )

Ano passado (não sei por que não postei antes!) tive um dia super especial na Avenida Paulista, a principal avenida da cidade de São Paulo e um dos meus lugares preferidos, com duas pessoinhas muito legais: A Monique (que eu conhecia apenas no mundo virtual) e a Cali (amiga da Monique que passou a ser minha amiga também). A sintonia foi imediata, parecia que a gente já se conhecia há muitos anos. Sensacional!

Para quem não sabe, a Avenida Paulista tem mais de um século de história. Por ter uma grande importância comercial e financeira, recebeu o título de “Wall Street brasileira”, mas nós também a apelidamos de “A mais paulista das avenidas” e também de “5ª avenida brasileira”.

O projeto da avenida foi desenvolvido por um engenheiro uruguaio e segundo consta, o projeto visava a construção de uma via com quase 3 Km de extensão seguindo o estilo de avenidas européias (com um jardim formando um canteiro central.)

A história conta que os barões do café migraram para a capital paulista erguendo palacetes deslumbrantes na Avenida Paulista, transformando-a num empreendimento residencial de luxo. Durante anos foi exclusivamente uma área residencial, mas aí, com o crescimento do comércio na região, os palacetes foram sendo substituídos por prédios comerciais e residenciais. Uma pena! Mas ainda é possível ver alguns poucos que restaram. Infelizmente, nem todos os que sobraram estão em boas condições.

img_20161023_0055061
Arquivo pessoal

Também fomos ao Mercado Municipal de São Paulo ou Mercado Municipal Paulistano (também conhecido como Mercadão ou antigo Mercado Central, fica bem perto da Paulista e é um ponto turístico muito frequentado em São Paulo).

O Mercadão foi projetado por Ramos de Azevedo, possui 12600m² , 300 standes com vários tipos de produtos e vitrais que vieram da Alemanha. Dizem que é o único lugar de São Paulo onde é possível encontrar frutas fora de época.  E como tem fruta! Algumas são maiores do que o padrão considerado normal!

À princípio, funcionava a céu aberto em plena Rua 25 de Março – importante rota de compras para sacoleiros e afins. No Mercadão também tem artesanato viu? Artesanato e outras cositas más.

Quer saber mais sobre o Mercadão? Clique aqui.

E como não poderia deixar de ser, demos umas voltas na 25 de Março né gente? kkkkk

 

Quem quiser ver outras fotos, é só clicar aqui.

Foi um dia incrível e inesquecível! Tem um dia inesquecível na sua vida também? Então comente! Quero ler sua história.

Bjs e até a próxima!

Enquanto isso, lá em Extrema…

Olá!

Não sei vocês, mas eu estou adorando esse clima de férias nesse comecinho de ano. Tão bom!…

Esse tal de 2015 foi complicado né? Prá mim também, mas estou disposta a dar outro rumo para a minha vida!

Espero que vocês estejam tão bem quanto eu, afinal, em todo início de ano, começa um novo ciclo. Prá mim é assim. E eu estou começando esse ciclo com a cara e a coragem.

Minha principal meta é engordar 5kg.  Por conta da correria na faculdade eu consegui ficar mais magra. De 51 kg baixei para 48kg (contra a minha vontade!) sendo que os médicos já me disseram que eu deveria pesar entre 53 e 55 kg por causa da minha altura. Ou seja, se eu estava magra, agora estou quase esquelética!

Sei que muita gente vai dizer que assim está bom e blá, blá, blá… Mas magreza demais não é saudável. Preciso ter um peso mais saudável, ou pelo menos voltar aos meus antigos 51kg. E esse fim de ano eu botei prá quebrar nas comilanças. Ainda não me pesei mas estou esperançosa.

Esse post foi só para dizer que estou bem, as festas de fim de ano (que eu adoro!) foram ótimas e ao contrário do que todo mundo pensa, eu quebrei minha própria tradição, kkkkk, e fui para Minas Gerais. (Pasmem!)

Minha prima se mudou para lá há 4 anos e eu nunca fui visitá-la, dá para acreditar?

Pois bem, a oportunidade apareceu e eu agarrei.

Ela mora em Extrema, uma cidade pequena, bucólica e ótima para quem precisa, quer ou necessita (eu por exemplo) de descanso, paz e silêncio. Apesar de ter adorado, não sei se eu moraria num lugar assim. Eu até gosto, só não sei se eu teria essa coragem(?). Foram poucos dias, mas aproveitei bem e voltei com as energias recarregadas.

Em Extrema há muitos lugares legais, alguns são pagos, mas essa cachoeira – que eu não lembro o nome – foi grátis. Há também parques de paraquedismo e asa delta, sem falar em outros parques legais que dá prá ir com os pimpolhos.

img_20161012_0033271
Arquivo pessoal

Como estava super abafado, choveu um pouco e encheu o rio. Enfim, olhem as fotos e me digam o que vocês acham aqui nos comentários.

Bjs e até o próximo post!

P.S. -> sem preguiça, prometo!